Notícias

Redução de juros, inflação baixa e expansão do crédito indicam maior ritmo em 2020

Ano 2 - Edição 26

por Nicola Tingas, Consultor Econômico

Redução de juros, inflação baixa e expansão do crédito indicam maior ritmo em 2020

Ao longo das últimas semanas, vários indicadores econômicos foram confirmando a superação da frustração que havia sobre a recuperação do crescimento no primeiro semestre. De fato, está em curso uma gradual melhora da tração do crescimento neste quarto trimestre, trazendo certo "otimismo" sobre o desempenho econômico, estendendo-se para 2020, e até mesmo para os próximos anos. Evidentemente, esse cenário considera hipóteses de continuidade do "resgate do estado" e "reformas fiscais estruturais", da possibilidade de manter expressiva redução da taxa de juros SELIC, da continuidade da expansão pró-cíclica do crédito (vide gráfico), progressiva ampliação de renda pelo crescimento (mesmo que lento) do emprego formal, conforme Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), e expansão da renda informal.

Também contribuem expressivamente, a convergência da taxa de inflação e taxa de juros para patamares próximos de países desenvolvidos, com juros reais bastante reduzidos ao longo dos próximos 12 a 18 meses, aliado ao esforço bem-sucedido da agenda BC#, em promover ampliação da competição e maior oferta e preços decrescentes do crédito na ponta do tomador final, o que tem ampliado a oferta de crédito. Nesse ambiente, fica implícita a necessidade de realocação de ativos financeiros, o que tem favorecido a valorização expressiva das ações no Ibovespa - B3 (vide gráfico) e também a busca por inversão produtiva rentável (empreendedorismo).

 

Entre os fatores que também sancionam esse cenário, está a aprovação da Reforma da Previdência (de redução de desencaixe de R$800 bilhões ao longo de 10 anos) e demais reformas que serão anunciadas em breve. Também há o incentivo adicional com a proximidade do megaleilão da "cessão onerosa do pré-sal". O ambiente externo está em "calmaria temporária" com analistas externos prevendo forte desaceleração, em vez de recessão global. Há também expectativas positivas na redução do conflito comercial entre USA e China. Basicamente, esse cenário indica expansão do PIB próximo de  1% em 2019, ao patamar de 2% em 2020.

Contudo, esse "otimismo" será testado ao longo dos próximos meses, bem antes do final de 2020. No Congresso Nacional, os políticos admitem que as próximas reformas serão mais difíceis de aprovar, por conta de afetarem interesses de fortes "grupos de pressão" e interesses amplamente divergentes, tanto no caso da reforma administrativa do Estado, como na reforma tributária, entre outras. A eleição de 2020 para prefeituras, que já antecede o jogo de poder para a eleição presidencial de 2022, também poderá prejudicar votações importantes se não houver "força de governo" suficiente para apoiar os projetos que, dessa vez, não contarão com protagonismo de ação do Congresso Nacional, como ocorreu na aprovação da reforma da Previdência.

O cenário internacional poderá ficar complicado de repente com uma crise de crédito global, ou retração mais profunda do comércio global, e/ou ainda maior desaceleração do crescimento global, resultando em aversão ao risco, fortalecimento do dólar, inversão dos fluxos de capital e redução das fontes de recursos de portfólio e de investimento para países emergentes (como o Brasil), podendo afetar as condições de recuperação cíclica da economia.

2 - Indicadores financeiros, Pesquisa Focus (BACEN) e Projeções

B3 (Ibovespa) e R$/USD

DISCLAIMER

1) A presente Newsletter foi preparada pela Tingas Consultoria, Assessoria e Treinamento Ltda., a pedido de Omni Banco S.A. (“Omni Banco”) e não deve ser considerada um relatório de análise

para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018 ou quaisquer outras regulamentações aplicáveis relacionadas ao tema.
2) Esta Newsletter tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas e não constitui e nem deve ser interpretada, sob nenhum aspecto, como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas nesta Newsletter foram consideradas razoáveis na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. O Omni Banco não dá ne nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. A presente Newsletter não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nela abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas no presente informativo refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo desta Newsletter na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. O Omni Banco não tem obrigação de atualizar ou modificar esta Newsletter, tampouco de informar o leitor.
3) O responsável pela elaboração desta Newsletter certifica que as opiniões, estimativas e projeções nela expressas refletem, de forma precisa, única e exclusiva, sua visão e opinião pessoal, tendo sido produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação ao Omni Banco.
4) Esta Newsletter é destinada à circulação exclusiva para a rede de relacionamento do Omni Banco, podendo ser distribuída para os seus clientes, bem como para os clientes das empresas integrantes do grupo econômico do qual o Omni Banco faz parte e divulgada no site http://www.omni.com.br. Fica proibida a reprodução e/ou a redistribuição desta Newsletter para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso do Omni Banco.
5) O Omni Banco e/ou quaisquer das empresas integrantes de seu grupo econômico não se responsabilizam por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesta Newsletter e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo.
6) Para maiores informações sobre os produtos e serviços do Omni Banco, favor acessar o site http://www.omni.com.br

 

Fonte: Omni Banco & Financeira

Notícias relacionadas

2019-10-30 17:00:00

Redução de juros, inflação baixa e expansão do crédito indicam maior ritmo em 2020

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2019-10-18 03:10:00

Ratings de crédito de emissor ‘brA’ atribuídos à Omni Banco S.A. e à Omni Financiamento

COMUNICADO À IMPRENSA Leia mais.
2019-10-03 05:45:00

Indicadores econômicos apontam maior crescimento do PIB neste 4º trimestre

por NICOLA TINGAS Leia mais.