Notícias

Economia nacional: perspectivas favoráveis para 2020

Ano 2 - Edição 28

por Nicola Tingas, Consultor Econômico

Economia nacional: perspectivas favoráveis para 2020

Na medida em que avançamos para o final do ano, cresce a percepção de que ocorre aceleração do PIB. A expansão do PIB 2019 passou a ser projetada no patamar de 1%. Melhor ainda é a expectativa de continuidade dessa aceleração do PIB em 2020. A pesquisa FOCUS (Banco Central) indica revisão das projeções de 2%, para 2,17%, em 2020. Confirmada essa trajetória, o impulso na "recuperação cíclica" da economia poderá elevar o PIB para o patamar de 2,5% a 3%, até 2021. Contudo, depois da frustração do 1º semestre de 2019, é preciso monitorar riscos internos e externos e atenção na tramitação de reformas estruturais no Congresso e riscos políticos.

Os principais vetores e riscos dessa retomada na economia são:

1. Inflação em declínio e estável em baixo patamar,  entre 3,5% e 3%, pelo menos até 2020;

2. Juros nominais, taxa SELIC de 5% atualmente e provável redução para 4,5%, em dezembro de 2019, e 4,25% em 2020, na projeção recente do FOCUS e juros reais (descontada a inflação do período) em patamar histórico mínimo; 

3. Processo de "transformação do Sistema Financeiro Nacional (SFN)" incentivado pelas ações do Banco Central do Brasil, que têm resultado em importantes mudanças no sistema de pagamentos, ampliação da oferta de crédito, maior competição, redução de custos, melhor atendimento e produtos financeiros para o consumidor, e maior difusão e esforço de educação financeira da sociedade em geral;

4. Continua, embora gradual, a recuperação no  emprego de carteira assinada, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), e queda do desemprego informal, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), pela busca de alternativas de renda a partir de "microempreendedorismo"  e criação de pequenas empresas, gerando um "efeito formiga" que amplia o fluxo de atividade na economia, propiciando melhora das expectativas e da confiança com reflexo na retomada do consumo, ampliado pela maior oferta de  crédito;

5. Vendas do comércio varejista têm confirmado aceleração neste quarto trimestre de 2019. Além disso, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) já espera que as vendas da "Black Friday" movimentem R$ 3,67 bilhões em vendas, projetando o maior faturamento em 10 anos. Também estima-se que este será o melhor Natal dos últimos anos;

 6. A construção residencial ganhou escala ao longo do ano, motivada pela crescente oferta de crédito imobiliário com taxas decrescentes, gerando reaquecimento das contratações de trabalhadores da construção civil.

7. Nada indica, apesar dos riscos citados acima, que nos próximos meses essa trajetória de melhores expectativas e retomada econômica seja revertida. Mas, será necessário atenção para precificar esse otimismo crescente. Por outro lado, será preciso ainda monitorar a possibilidade de algum importante risco inesperado, tanto internacional como doméstico.

2 - Indicadores financeiros, Pesquisa Focus (BACEN) e Projeções

B3 (Ibovespa) e R$/USD

DISCLAIMER

1) A presente Newsletter foi preparada pela Tingas Consultoria, Assessoria e Treinamento Ltda., a pedido de Omni Banco S.A. (“Omni Banco”) e não deve ser considerada um relatório de análise

para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018 ou quaisquer outras regulamentações aplicáveis relacionadas ao tema.
2) Esta Newsletter tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas e não constitui e nem deve ser interpretada, sob nenhum aspecto, como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas nesta Newsletter foram consideradas razoáveis na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. O Omni Banco não dá ne nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. A presente Newsletter não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nela abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas no presente informativo refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo desta Newsletter na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. O Omni Banco não tem obrigação de atualizar ou modificar esta Newsletter, tampouco de informar o leitor.
3) O responsável pela elaboração desta Newsletter certifica que as opiniões, estimativas e projeções nela expressas refletem, de forma precisa, única e exclusiva, sua visão e opinião pessoal, tendo sido produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação ao Omni Banco.
4) Esta Newsletter é destinada à circulação exclusiva para a rede de relacionamento do Omni Banco, podendo ser distribuída para os seus clientes, bem como para os clientes das empresas integrantes do grupo econômico do qual o Omni Banco faz parte e divulgada no site http://www.omni.com.br. Fica proibida a reprodução e/ou a redistribuição desta Newsletter para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso do Omni Banco.
5) O Omni Banco e/ou quaisquer das empresas integrantes de seu grupo econômico não se responsabilizam por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesta Newsletter e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo.
6) Para maiores informações sobre os produtos e serviços do Omni Banco, favor acessar o site http://www.omni.com.br

 

 

Fonte: Omni Banco & Financeira

Notícias relacionadas

2019-12-06 16:35:00

PIB revisado cresce 1,2% em 2019 e 2,3% em 2020, se agendas mantiverem condição favorável

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2019-11-22 16:40:00

Economia nacional: perspectivas favoráveis para 2020

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2019-10-30 05:00:00

Redução de juros, inflação baixa e expansão do crédito indicam maior ritmo em 2020

por NICOLA TINGAS Leia mais.