Notícias

Mercado financeiro global precifica otimismo com retomada de atividade

Ano 3 - Edição 37

por Nicola Tingas, Consultor Econômico

 

Mercado financeiro global precifica otimismo com retomada de atividade - Brasil acompanha parcialmente

A economia global, principalmente dos países desenvolvidos, tem tido semanas de crescente otimismo com a retomada econômica, porque a 1ª onda da covid-19 foi atenuada em muitas cidades - até mesmo foi relativizado o atraso na superação da pandemia em algumas regiões (exemplo Sul dos USA). No momento, a expectativa é de que a 2ª onda tenha menor intensidade do que o previsto inicialmente. Esse "otimismo" tem como principal sustentação os inéditos e imensos estímulos fiscais e monetários, que além de mitigarem o número de quebra de empresas (especialmente nos USA), criaram uma enorme liquidez global. Há um contraste muito grande entre resultado econômico recessivo e alta precificação de ativos financeiros. Os mercados de ativos de risco (bolsas de ações) estão em forte retomada, em patamar que sugere uma bolha financeira vis-à-vis (face a face) à fortíssima queda do produto econômico global. O índice de mercado S&P 500 recuperou perdas do início da pandemia e precifica expectativa otimista de grandes fundos de investimento, que apostam na recuperação mais rápida da atividade. O mercado de ações brasileiro acompanha parcialmente essa alta, mas com restrições, decorrentes da crise tripla (saúde, economia e política).

No Brasil, com a retomada lenta e gradual das atividades, a "Confiança dos Consumidores" e a "Confiança Empresarial" (IBRE-FGV) melhorou no curto prazo (até junho) devido ao alívio trazido pela superação do momento de paralisação da pandemia. Entretanto, ainda não significa normalização sanitária e econômica.
 

No caso brasileiro, os estímulos fiscais e monetários não foram realizados em velocidade e intensidade semelhante à dos USA e Europa. Também, há maior dificuldade na gestão do isolamento social e uma recorrente crise política. Com isso, a recuperação econômica tem sido parcial, em menor velocidade do que acontece no mundo desenvolvido. A intensa queda da atividade em abril, indica enorme desafio econômico nos próximos meses. 

A diminuição de emprego formal e informal tem sido intensa. O estudo PNAD-COVID19 (IBGE) informou que no fim de maio o país alcançou a marca de 28,6 milhões de pessoas que queriam um emprego, mas enfrentaram dificuldades para se inserir no mercado de trabalho, seja por falta de vagas ou receio de contrair o novo coronavírus. Os pedidos de seguro-desemprego também ilustram essa contração. Desde o início da pandemia foram registrados 1,94 milhões de pedidos. Trabalhadores do setor de serviços têm 42% dos pedidos, acumulando 3,2 milhões no ano.

O faturamento do varejo, segundo indicador Cartão CIELO, indica retorno de forma desigual. Setores de supermercado e hipermercado juntamente com farmácias e higiene têm tido melhor desempenho, seguidos de crescente recuperação para materiais de construção, automotivos e autopeças, móveis e eletrodomésticos. Há setores com desempenho limitado como vestuário, seguido de forte queda de bares e restaurantes, turismo e transportes. Entre vários segmentos, existe grande dificuldade na "travessia financeira" da forte recessão. O acesso ao crédito tem sido outra dificuldade. As instituições financeiras do setor privado têm contribuído na extensão do prazo de pagamento de parcelas de contratos, além de aprovar empréstimos para tomadores em condição de risco de crédito viável. Contudo, a pandemia provocou enorme contração das receitas e descontinuidade da atividade de muitas pequenas e médias empresas (PMEs) e, em menor escala, grandes empresas, resultando em difícil situação financeira. Nesse ambiente, é necessário contar com apoio adicional de garantias de recursos públicos via Tesouro Nacional e/ou compra de ativos de emissão de empresas pelo Banco Central, como realizado em larga escala nos USA. Desde o início da pandemia, tem sido oferecidas linhas de crédito privadas com participação do Tesouro no lastro de garantia creditícia. Contudo, a oferta não tem sido em volume e condições alinhadas com a real necessidade das empresas, ocasionando revisões desse apoio público – atualmente, houve melhora na oferta. Ainda existe intensa demanda para mitigar o fechamento de empresas e/ou aumento de pedidos de recuperação judicial. Nesse sentido, para apoiar as empresas, o Banco Central (Bacen) definiu em 23/6/2020 as condições para a compra de ativos privados em mercado secundário, prevista na Emenda Constitucional (EC) nº 106 (7/5/2020). Trata-se de uma medida que visa dar liquidez, proporcionando melhores condições de funcionamento ao mercado secundário de ativos privados, com potenciais benefícios para o financiamento à atividade produtiva em geral. 

Vide BACEN https://www.bcb.gov.br/detalhenoticia/17103/nota

Vide BACEN https://www.bcb.gov.br/ "Novas medidas de combate aos efeitos da Covid19"

 

2 - Indicadores financeiros, Pesquisa Focus (BACEN) e Projeções

B3 (Ibovespa) e R$/USD

DISCLAIMER

1) A presente Newsletter foi preparada pela Tingas Consultoria, Assessoria e Treinamento Ltda., a pedido de Omni Banco S.A. (“Omni Banco”) e não deve ser considerada um relatório de análise

para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018 ou quaisquer outras regulamentações aplicáveis relacionadas ao tema.
2) Esta Newsletter tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas e não constitui e nem deve ser interpretada, sob nenhum aspecto, como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas nesta Newsletter foram consideradas razoáveis na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. O Omni Banco não dá ne nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. A presente Newsletter não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nela abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas no presente informativo refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo desta Newsletter na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. O Omni Banco não tem obrigação de atualizar ou modificar esta Newsletter, tampouco de informar o leitor.
3) O responsável pela elaboração desta Newsletter certifica que as opiniões, estimativas e projeções nela expressas refletem, de forma precisa, única e exclusiva, sua visão e opinião pessoal, tendo sido produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação ao Omni Banco.
4) Esta Newsletter é destinada à circulação exclusiva para a rede de relacionamento do Omni Banco, podendo ser distribuída para os seus clientes, bem como para os clientes das empresas integrantes do grupo econômico do qual o Omni Banco faz parte e divulgada no site http://www.omni.com.br. Fica proibida a reprodução e/ou a redistribuição desta Newsletter para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso do Omni Banco.
5) O Omni Banco e/ou quaisquer das empresas integrantes de seu grupo econômico não se responsabilizam por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesta Newsletter e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo.
6) Para maiores informações sobre os produtos e serviços do Omni Banco, favor acessar o site http://www.omni.com.br

Fonte: Omni Banco & Financeira

Notícias relacionadas

2020-10-02 18:25:00

Retomada produtiva - agora vem acomodação da atividade e crescente risco fiscal

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2020-09-02 17:20:00

Desafios: preservação da retomada requer extensão da "ponte financeira"

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2020-08-06 18:10:00

Agosto 2020: esperança, retomada e desafios

por NICOLA TINGAS Leia mais.

Este site coleta cookies para melhorar a sua navegação, permitindo que todos os recursos sejam exibidos e funcionem corretament
Queremos que tenha uma excelente experiência ao navegar por aqui.

Caso queira excluir os cookies você pode realizar diretamente em seu navegador através das configurações de navega

Se quiser entender mais sobre a coleta de cookies e o tratamento de dados pessoais que realizamos em nosso site, envie um e-mail para [email protected].