Notícias

1º trimestre 2022 tem desafios: Ômicron, clima, bancos centrais (juros x inflação)

1º trimestre 2022 tem desafios: Ômicron, clima, bancos centrais (juros x inflação)

A rápida e extensa contaminação pela variante Ômicron afeta a cadeia de oferta, trabalho de infectados, mobilidade, reduz atividade econômica e encarece custos. As simulações supõem "pico de contaminação" em fevereiro e redução do efeito ao longo de março. Além disso, os efeitos climáticos de La Niña causaram grandes enchentes e seca em regiões agrícolas, causando pressão sobre oferta e preços.

São desafios adicionais em um cenário de grande desemprego, inflação e juros altos e endividamento das famílias. Esse quadro de estagnação econômica tem reduzido muito a "Capacidade de Consumo" e a "Confiança do Consumidor". 

O IPCA de 2021 acumulou elevado patamar de inflação de 10,06%. O IPCA 15 de janeiro de 2022 acumulou 10,40%, em 12 meses. Ainda estão em curso pressões de custos, preços atrasados, alta do preço de petróleo (acima de USD 80 barril Brent), energia cara, correções salariais, recomposição de margens, taxa de câmbio fraca, indicando  cenário de redução lenta da curva de inflação em 2022 e 2023.

O COPOM elevou a SELIC para 9,25% em dezembro, e provavelmente será 10,75% em fevereiro. No cenário de estagnação, inflação de custos importante, e crescente gasto fiscal eleitoral, a "potência da política monetária" é menor. Isso implica em limitar a alta da SELIC neste ano. Talvez iniciar sua redução quando a curva de inflação regredir ao longo do ano. Há limites para alta de juros, apesar da inflação.

A taxa de inflação nos USA atingiu 7% em 2021. Na reunião de 26/01/2022,  Jerome Powell indicou a linha de ação do FED para trazer as expectativas de inflação para o padrão de 2% ao ano (ele admitiu ligeira revisão para cima dessa meta): 1) encerrar como previsto a compra de ativos (estímulos monetários) em março; 2) FOMC de março deverá iniciar a alta de juros dos Fed Funds (hoje em 0,0 a 0,25% ao ano) e poderá elevar juros em todas próximas reuniões de 2022 em intensidade não definida; 3) O Balanço de Ativos do FED (liquidez concedida aos mercados desde 2008) carrega estoque maior de USD 8 trilhões e sua redução será definida em discussões técnicas do FOMC no ano.

As implicações para mercados globais são evidentes. Haverá realocação de ativos. Este início de ano, o  fluxo foi para Emergentes/Brasil. Mas, tudo é volátil.

Ibovespa X Dow Jones 
Variação comparada de 27/12/2021 a 26/01/2022

Ibovespa X REAL/USD 
Variação comparada de 27/12/2021 a 26/01/2022

DISCLAIMER

1) A presente Newsletter foi preparada pela Tingas Consultoria, Assessoria e Treinamento Ltda., a pedido de Omni Banco S.A. (“Omni Banco”) e não deve ser considerada um relatório de análise

para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018 ou quaisquer outras regulamentações aplicáveis relacionadas ao tema.
2) Esta Newsletter tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas e não constitui e nem deve ser interpretada, sob nenhum aspecto, como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas nesta Newsletter foram consideradas razoáveis na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. O Omni Banco não dá ne nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. A presente Newsletter não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nela abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas no presente informativo refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo desta Newsletter na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. O Omni Banco não tem obrigação de atualizar ou modificar esta Newsletter, tampouco de informar o leitor.
3) O responsável pela elaboração desta Newsletter certifica que as opiniões, estimativas e projeções nela expressas refletem, de forma precisa, única e exclusiva, sua visão e opinião pessoal, tendo sido produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação ao Omni Banco.
4) Esta Newsletter é destinada à circulação exclusiva para a rede de relacionamento do Omni Banco, podendo ser distribuída para os seus clientes, bem como para os clientes das empresas integrantes do grupo econômico do qual o Omni Banco faz parte e divulgada no site http://www.omni.com.br. Fica proibida a reprodução e/ou a redistribuição desta Newsletter para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso do Omni Banco.
5) O Omni Banco e/ou quaisquer das empresas integrantes de seu grupo econômico não se responsabilizam por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesta Newsletter e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo.
6) Para maiores informações sobre os produtos e serviços do Omni Banco, favor acessar o site http://www.omni.com.br

Fonte: Omni

Notícias relacionadas

2022-05-13 18:20:00

Inflação persistente = aperto monetário prolongado

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2022-04-07 11:00:00

2º trimestre 2022: em busca de atenuantes do complexo e volátil cenário econômico

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2022-03-07 16:00:00

Rússia invade Ucrânia (1ª semana): efeitos estratégicos, econômicos e financeiros

por NICOLA TINGAS Leia mais.