Notícias

Momento Econômico | Ano 1 - Edição 05

por Nicola Tingas

 

A economia cresce lentamente influenciada pela incerteza eleitoral e risco externo.

O PIB do 2º trimestre de 2018 cresceu apenas 0,2% sobre trimestre anterior ou 1% em base anual, afetado pela "greve dos caminhoneiros". O IBGE revisou a série estatística do período anterior, indicando maior lentidão na recuperação do PIB. O mercado reduziu estimativas do PIB 2018 para intervalo entre 1,0 e 1,5%. Em síntese, a economia indica estagnação no ritmo de crescimento anual.

O consumo das famílias indicou um menor ritmo. Houve crescimento de 0,1% no 2º trimestre de 2018 comparado aoprimeiro trimestre,e de 1,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Apesar do baixo crescimento registrado, a Fecomércio estima para 2018 uma expansão entre 3% e 4% para o Varejo Ampliado e entre 2 a 3% no Varejo Restrito (sem vendas de automóveis). Esse impulso adicional é influenciado pela sazonalidade favorável do 2º semestre, maior liquidez com liberação do PIS/PASEP, ressarcimento das "perdas dos planos econômicos", gastos eleitorais e uma maior utilização do Crédito.

 

O Crédito Recursos Livres para Pessoa Física acumula expansão de 4,7% no ano até julho e poderá alcançar expansão de 5 a 7% em 2018. Depois de anos de restrição e ajuste orçamentário e redução de endividamento, as famílias voltaram a utilizar o crédito que também teve sua oferta ampliada. As famílias têm maior endividamento motivado pela reposição de bens de consumo, principalmente automóveis e também pela utilização de linhas de liquidez como crédito consignado e cartões de crédito. Contudo, existe muita cautela por parte do consumidor em razão do alto desemprego, renda restrita e incerteza política.

Depois do atentado ao candidato Jair Bolsonaro (PSL), a primeira pesquisa feita pelo DATAFOLHA indica que, faltando apenas um mês para o 1º turno da eleição presidencial, ainda existe muita incerteza sobre o resultado.

Adicionalmente, a aversão ao risco em mercados emergentes foi ampliada com a forte crise da Turquia e da Argentina. Os prêmios de risco subiram e as moedas emergentes, inclusive o real, foram depreciadas. Esse quadro de incerteza internacional é agravado pelo acirramento do ataque de Trump ao comércio com a China, criando ainda maior instabilidade e volatilidade nos mercados globais e emergentes.

Mantivemos inalteradas as estimativas de oscilação máxima e mínima para as variáveis financeiras relevantes, conforme publicação de 23/08/2018. Considerada a volatilidade do cenário externo e/ou cenário eleitoral, a taxa de câmbio poderá alcançar R$/USD 4,0 ou mais no fim de 2018. Entre agosto e dezembro, o patamar da taxa de câmbio poderá influenciar a inflação e a taxa de juros. Vide tabela.

 

2 - Evolução do Crédito no Sistema Financeiro Nacional (BACEN) - itens selecionados

 

3 - Indicadores financeiros & Projeções Pesquisa Focus (BACEN)

 

DISCLAIMER
1) A presente Newsletter foi preparada pela Tingas Consultoria, Assessoria e Treinamento Ltda., a pedido de Omni Banco S.A. (“Omni Banco”) e não deve ser considerada um relatório de análise
para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018 ou quaisquer outras regulamentações aplicáveis relacionadas ao tema.
2) Esta Newsletter tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas e não constitui e nem deve ser interpretada, sob nenhum aspecto, como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas nesta Newsletter foram consideradas razoáveis na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. O Omni Banco não dá ne nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. A presente Newsletter não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nela abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas no presente informativo refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo desta Newsletter na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. O Omni Banco não tem obrigação de atualizar ou modificar esta Newsletter, tampouco de informar o leitor.
3) O responsável pela elaboração desta Newsletter certifica que as opiniões, estimativas e projeções nela expressas refletem, de forma precisa, única e exclusiva, sua visão e opinião pessoal, tendo sido produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação ao Omni Banco.
4) Esta Newsletter é destinada à circulação exclusiva para a rede de relacionamento do Omni Banco, podendo ser distribuída para os seus clientes, bem como para os clientes das empresas integrantes do grupo econômico do qual o Omni Banco faz parte e divulgada no site http://www.omni.com.br. Fica proibida a reprodução e/ou a redistribuição desta Newsletter para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso do Omni Banco.
5) O Omni Banco e/ou quaisquer das empresas integrantes de seu grupo econômico não se responsabilizam por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesta Newsletter e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo.
6) Para maiores informações sobre os produtos e serviços do Omni Banco, favor acessar o site http://www.omni.com.br

Fonte: Omni Soluções Financeiras

Notícias relacionadas

2019-04-30 14:20:00

Omni fica em 1º lugar no Ranking de Qualidade de Ouvidorias

BACEN divulga Índice de Qualidade de Ouvidorias extraídas da base de registros coletados no atendimento do próprio BC Leia mais.
2019-03-08 11:50:00

Momento Econômico | Ano 2 - Edição 14

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2019-02-19 10:50:00

Momento Econômico | Ano 2 - Edição 13

por NICOLA TINGAS Leia mais.