Notícias

Momento Econômico | Reforma da Previdência e medidas de estímulo econômico

Ano 2 - Edição 16

por Nicola Tingas, Consultor Econômico

 

Estratégia do trimestre: reforma da Previdência e medidas de estímulo econômico

O otimismo inicial com o governo vem caindo rapidamente, na medida em que a expectativa de avanço na agenda política, econômica e social vem se esvaziando, por conta da dificuldade presidencial em conduzir uma "agenda positiva". Os Agentes Econômicos estão cautelosos com a incerteza e reduzem seu ritmo de decisão, alimentando um círculo vicioso que implica em um PIB menor. Por outro lado, se a reforma da Previdência for aprovada - mesmo que tenha impacto menor do que o desejado - e houver medidas concretas para o estímulo da atividade econômica, será possível refrear no 2º semestre a tendência declinante do PIB 2019.

As projeções do PIB entraram em revisão para menor. A previsão inicial de um crescimento de 2,0%, agora é o teto das projeções, que estão sendo revisadas para aproximadamente 1,5%, ou até menos para os analistas mais céticos em relação à recuperação da atividade econômica.
Recentes indicadores econômicos têm revelado ritmo menor que o esperado.

Segundo o IBGE, a produção industrial de fevereiro cresceu 0,7% comparada a janeiro, eliminando a queda de 0,7% que havia ocorrido no mês anterior. No acumulado do ano, perante o mesmo período do ano anterior, tem curva descendente: 2,5% em 2017, 1,1% em 2018 e -0,2% em 2019, confirmando redução de confiança de consumidores e empresários. Ainda de acordo com o IBGE, o volume de vendas do comércio varejista em fevereiro ficou estável (0,0%) frente a janeiro, que já havia apresentado um avanço de 0,4%. A média móvel trimestral, após subir 0,5% em janeiro, recuou 0,6% em fevereiro. No comércio varejista ampliado, o volume de vendas caiu 0,8% diante de janeiro de 2019, recuando quase totalmente no aumento de 1,0% do mês anterior. Já a média móvel trimestral de fevereiro (-0,5%) retraiu, depois de subir 0,2% em janeiro.

Nesse contexto de desaceleração do ritmo da atividade econômica, nossa projeção de PIB 2019 foi para 1,5% frente ao 1,8% anteriormente esperado. Ainda mantemos viés positivo para o 2º semestre com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência e das medidas microeconômicas para melhoria do ambiente de negócios, além do "Cadastro Positivo", que deverá alavancar a oferta de crédito nos próximos anos, dos atuais 47% para 70 a 80% do PIB.

A premissa básica entre analistas de mercados de risco (ativos financeiros) continua sendo de aprovação de uma reforma da Previdência "suficiente" para manter os preços de ativos atuais ou até melhores no 2º semestre. Contudo, essa premissa vem sofrendo desgaste na medida em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, se nega a dar apoio explícito e firme à população dessa "primeira etapa", para obter condições que recuperem a economia.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, até tentou defender a reforma diretamente na Câmara de Deputados, mas depois do desgaste a que foi submetido – por conta inclusive da ausência de apoio da "base política do governo" - recuou em sua intenção. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também cogitou apoiar a negociação da aprovação da reforma, mas voltou atrás em decorrência da falta de vontade política de Bolsonaro em defender abertamente essa mudança. Maia agora se limita apenas a cumprir seu papel institucional de conduzir a análise e debate dessa votação Câmara.

 

2 - Indicadores financeiros

B3 (Ibovespa) e R$/USD

 

 

DISCLAIMER
1) A presente Newsletter foi preparada pela Tingas Consultoria, Assessoria e Treinamento Ltda., a pedido de Omni Banco S.A. (“Omni Banco”) e não deve ser considerada um relatório de análise
para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018 ou quaisquer outras regulamentações aplicáveis relacionadas ao tema.
2) Esta Newsletter tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas e não constitui e nem deve ser interpretada, sob nenhum aspecto, como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas nesta Newsletter foram consideradas razoáveis na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. O Omni Banco não dá ne nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. A presente Newsletter não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nela abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas no presente informativo refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo desta Newsletter na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. O Omni Banco não tem obrigação de atualizar ou modificar esta Newsletter, tampouco de informar o leitor.
3) O responsável pela elaboração desta Newsletter certifica que as opiniões, estimativas e projeções nela expressas refletem, de forma precisa, única e exclusiva, sua visão e opinião pessoal, tendo sido produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação ao Omni Banco.
4) Esta Newsletter é destinada à circulação exclusiva para a rede de relacionamento do Omni Banco, podendo ser distribuída para os seus clientes, bem como para os clientes das empresas integrantes do grupo econômico do qual o Omni Banco faz parte e divulgada no site http://www.omni.com.br. Fica proibida a reprodução e/ou a redistribuição desta Newsletter para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso do Omni Banco.
5) O Omni Banco e/ou quaisquer das empresas integrantes de seu grupo econômico não se responsabilizam por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesta Newsletter e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo.
6) Para maiores informações sobre os produtos e serviços do Omni Banco, favor acessar o site http://www.omni.com.br

Fonte: Omni Soluções Financeiras

Notícias relacionadas

2019-06-25 11:00:00

Momento Econômico | Bancos Centrais sinalizam queda nas taxas de juros

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2019-05-31 10:50:00

"Esperança" de recuperação com aprovação de reformas e agenda microeconômica

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2019-05-09 10:40:00

Momento Econômico | Panorama para maio/junho 2019

por NICOLA TINGAS Leia mais.