Notícias

Trigg quer seu espaço entre as fintechs

O mercado de empresas focadas em soluções de TI pra finanças - as fintechs - segue movimentado no país. A mais recente empresa a se apresentar neste cenário é a Trigg, companhia de serviços de crédito online.

A empresa iniciou suas operaçoes em setembro de 2015, funcionando como um canal bancário para a Omni Financeira, empresa nacional com atuação no mercado de empréstimos para compra de automóveis.

Com o Trigg, o plano da companhia é aumentar o seu alcance nacional para a oferta de crédito pessoal rápido via web, com quantias de R$ 300 a R$ 6 mil, com liberação dos valores em cerca de 48 horas.

De acordo com o sócio-fundador da Trigg, Guilherme Muller, a empresa já somou 20 mil cadastros nos primeiros meses do serviço, chegando a uma estimativa de R$ 2 milhões em empréstimos em 2015, uma meta semelhante a de outras empresas que também surgiram recentemente com soluções web de empréstimo online, como a Biva.

Para impulsionar o número de transações, a Trigg deverá lançar no primeiro trimestre deste ano um app próprio para iOS e Android, que contará com as ferramentas de análise de crédito contidas na solução web.

"Combinamos centenas de 'touchpoints' - pontos de contato do cliente na internet: no mercado financeiro, em lojas, redes sociais e sites - através de algorítimos e lógicas de decisão que permitem propostas individualizadas. Todo esse mecanismo é desenvolvido pela empresa", explica Muller.

Diferentemente de outras fintechs focadas em empréstimos tanto pessoais quanto para empreendedores, a Trigg concentra sua mira nas pessoas físicas, com o plano de levar tarifas reduzidas e ofertas personalizadas.

Para Muller, o desafio para se diferenciar da concorrência é usar a tecnologia para entender o Cliente e oferecer rapidamente taxas justas e compatíveis com cada perfil.

"A medida que aprendemos quem é nosso cliente, podemos oferecer taxas melhores e personalizadas. Por exemplo, em uma segunda transação do mesmo Cliente conosco, podemos reduzir de 1% a 3% a taxa de juros da operação", afirma o sócio.

No segundo semestre, a companhia também pretende levar a solução para meios físicos, com a criação de um cartão de crédito ligado ao serviço online, contando com benefícios diretos aos clientes.

Apesar de todos os planos e metas, a Trigg terá trabalho em se destacar no já povoado segmento de fintechs de empréstimos, que já soma nomes como Biva, Enova e Lendico, todas companhias que contam com apoio de fundos e instituições financeiras internacionais para avançar no mercado brasileiro.

Segundo dados fornecidos pela Omni em seu site, a operação da financeira no país é composta por uma carteira superior a R$ 1 bilhão, 800 mil clientes e atende mais de 10 mil lojas parceiras.

Fonte: Baguete

Notícias relacionadas

2019-04-30 14:20:00

Omni fica em 1º lugar no Ranking de Qualidade de Ouvidorias

BACEN divulga Índice de Qualidade de Ouvidorias extraídas da base de registros coletados no atendimento do próprio BC Leia mais.
2019-03-08 11:50:00

Momento Econômico | Ano 2 - Edição 14

por NICOLA TINGAS Leia mais.
2019-02-19 10:50:00

Momento Econômico | Ano 2 - Edição 13

por NICOLA TINGAS Leia mais.